DIÁRIO DO RIO - Tratamento de rugas e linhas de expressão: questões sobre a substância

Não é de hoje que o tratamento de rugas e linhas de expressão tem despertado a atenção de homens e mulheres ansiando pelo fim das rugas e marcas de expressão. As técnicas de aplicação vêm se desenvolvendo e cada vez mais é possível obter resultados incríveis sem comprometer a naturalidade e harmonia da face.

Porém, apesar de ser muito conhecido, existe uma série de questões que o cercam, gerando confusão nas pessoas que desejam realizar o tratamento. Pensando nisso, separei alguns tópicos que costumam fazer parte das dúvidas dos meus pacientes. Prontos?

– Idade mínima para o tratamento de rugas e linhas de expressão

Não existe uma idade mínima para o início do tratamento. Apesar de muitas pessoas terem o mal hábito de achar que o tratamento de rugas e linhas de expressão só é aplicado em pessoas mais velhas, com o rosto cheio de rugas. O procedimento pode ser realizado de forma preventiva, o mais importante é ter a indicação apropriada para o tratamento.

– Paralisia do músculo = paciente sem expressão

Isto pode ocorrer, dependendo da forma de aplicação e quantidade do produto utilizado. A aplicação em pontos inadequados, também podem dar uma aparência artificial. Por isso, torna-se tão importante procurar um dermatologista de confiança para a realização do procedimento. É fundamental que antes da aplicação haja também uma consulta, para que os objetivos do paciente sejam avaliados pelo médico, a fim de informá-lo se tais desejos são possíveis ou não, bem como sanar todas as dúvidas existentes.

– O tratamento de rugas e linhas de expressão pode ser usada para dar volume à face? 

Não. O tratamento de rugas e linhas de expressão relaxa a musculatura onde é injetada, amenizando as rugas de expressão. O tratamento indicado para aumento de volume é o preenchimento que, além do volume, também pode ser utilizado para a redefinição de contorno.

– Os efeitos do tratamento de rugas e linhas de expressão são imediatos?

Não. Os primeiros efeitos poderão ser observados entre de 48 a 72 horas após o procedimento. A duração total do efeito é de aproximadamente quatro a seis meses, dependendo da resposta individual do paciente, da técnica de aplicação e da dosagem aplicada. É importante realizar uma avaliação com o dermatologista depois que o efeito passar, para que, caso haja necessidade, ele recomende uma nova aplicação.



LEIA
OUTROS
ARTIGOS

DIÁRIO DO RIO - QUEDA CAPILAR: UM PROBLEMA MAIS COMUM DO QUE SE IMAGINA

A queda de cabelo é uma grande queixa no consultório, provavelmente a principal queixa tanto para homens quanto para (...)

LEIA MAIS
>

DIÁRIO DO RIO - UNHAS: MUITO MAIS DO QUE APENAS ESTéTICA

É muito comum vermos os salões cheios de mulheres fazendo suas unhas, deixando-as coloridas e lixadas. Porém, diferente do (...)

LEIA MAIS
>