DIÁRIO DO RIO - Queda Capilar: um problema mais comum do que se imagina

A queda de cabelo é uma grande queixa no consultório, provavelmente a principal queixa tanto para homens quanto para as mulheres que procuram um dermatologista. Primeiramente, é preciso entender que os fios possuem um ciclo de vida, e necessariamente, quando esse ciclo termina, ele cai para que um novo ciclo se inicie com o surgimento de um fio novo no mesmo folículo. Por isso, é normal aquela quantidade de fios que caem diariamente no banho, no dia a dia ou quando penteamos os cabelos. Falamos em torno de 100 fios por dia, mas na verdade esse número varia em cada indivíduo.

Conforme vamos envelhecendo, nossos fios de cabelo também envelhecem, se tornando cada vez mais finos e rarefeitos. Porém, durante a vida, muitas pessoas apresentam uma perda de cabelos mais acentuada, o que pode representar algum problema na saúde dos fios ou do corpo. Por isso, é tão importante investigar os motivos por trás da queda de cabelo e buscar o tratamento adequado com o auxílio de um dermatologista.
Existem diversos fatores que interferem direta ou indiretamente na queda de cabelo. Vou falar um pouco de alguns para vocês entenderem melhor.

– Genética
Neste caso, os homens são os mais afetados. Denominamos o problema de Calvície, e esta ocorre quando os folículos pilosos, por ação hormonal, vão se miniaturizando até sumirem em definitivo, devido a uma predisposição genética. Algumas mulheres também podem ser afetadas.

– Químicas
Todos já fomos alertados sobre os males que os produtos químicos podem causar aos fios do cabelo, no entanto, mesmo assim, a grande maioria das pessoas continua adotando-os como forma de “cuidado”. Pintar, descolorir ou alisar as madeixas podem danificar os fios e provocar sua queda, tanto por “quebra” do fio quanto por uma queda diretamente da raiz.

– Estresse
Vários estudos mostram que o estresse físico ou emocional afeta a saúde como um todo e pode provocar a perda de cabelo. Isso porque o cérebro libera substâncias que aceleram a queda capilar quando precisa passar por longos períodos em estado de alerta.

– Hormônios
Os hormônios masculinos são os protagonistas em alguns tipos de queda capilar, como na calvície. Em algumas patologias femininas, como na SOP (Síndrome do Ovário Policístico), devido ao aumento da produção de hormônios masculinos, as mulheres podem ter também uma queda acentuada dos cabelos, que se regulariza com o tratamento da SOP. Outras alterações hormonais, como gravidez, mudança ou suspensão de pílula anticoncepcional, menopausa e também alterações dos hormônios da tireóide também estão associados ao aumento da queda do cabelo.

– Déficits Nutricionais
Algumas vitaminais são essenciais para a saúde do corpo e também dos cabelos, e o déficit delas pode ser uma causa de queda, como ferro e vitamina D. Além disso, pacientes com dietas restritivas podem também evoluir com queda dos fios, devido a falta de nutrientes necessários para a formação dos cabelos.
Enfim, existem diversas outras causas que de alguma forma podem influenciar na queda do seu cabelo. O mais importante é que, se seu cabelo começou a cair mais do que o seu normal, procure imediatamente um dermatologista para investigar a causa e iniciar um tratamento adequado e específico para o seu caso.
Ficou com alguma dúvida? Pode mandar uma mensagem que será um prazer responder!

Saiba mais:
Facebook – https://www.facebook.com/dra.carumoreno/
Instagram – @dra.carumoreno
E-mail: [email protected]
Contato: (21) 2132-7303
Av. Embaixador Abelardo Bueno, 01 – Barra da Tijuca – Dimension Office Park, Bloco Ayrton Senna 1, sl 409.
Dra. Ana Carulina Moreno
Colunista at Diário do Rio
Médica dermatologista formada pela Universidade de São Paulo (USP) e Membro da SBD. Especialista em dermatologia clínica, cirurgia e cosmiatria.



LEIA
OUTROS
ARTIGOS

DIÁRIO DO RIO - CUIDADO COM A PELE TAMBéM é COISA DE HOMEM

Por muito tempo houve um pensamento preconceituoso a respeito dos homens que buscavam avaliações dermatológicas e demais cuidados estéticos. (...)

LEIA MAIS
>

HIGIENIZAÇÃO DA FACE

A poluição que se acumula na pele produz um excesso de radicais livres que podem danificar o DNA das (...)

LEIA MAIS
>